Eleições 2020

Quais as propostas de Orlando Silva para a mobilidade na cidade de São Paulo?

Orlando Silva de Jesus Júnior foi ministro do Esporte e eleito em 2014 deputado federal. Na Câmara dos Deputados, foi vice-líder da Presidente Dilma Rousseff entre os anos de 2015 e 2016. Foi presidente da Comissão de Trabalho, Administração e Serviços Públicos, em 2017, e líder da Bancada do Partido Comunista do Brasil – PCdoB, em 2018.

Veja também:

Em seu plano de governo, Orlando não cita números e quilometragens de obras, como por exemplo quantos km de corredores construiria caso eleito. Mas cita algumas intenções de projetos na área, como por exemplo o passe livre para trabalhadores sem emprego.

“Se ainda não há financiamento para a implantação de tarifa zero no transporte público, vamos iniciar com o passe livre para o desempregado, implementando a lei já existente e nunca cumprida” – diz um trecho no plano de governo. Sobre os espaços para os coletivos, cita a “contratação dos projetos executivos para a implantação de corredores de ônibus na Cidade”.

O ex-ministro ainda fala sobre a implantação de ciclovias, como forma de prevalência do transporte coletivo ante ao individual. Acredita que na melhoria da mobilidade de forma a permitir o acesso da periferia aos principais bens produzidos na capital.

Cita também a “melhoria da mobilidade de forma a permitir o acesso da periferia aos principais bens produzidos na cidade, tudo isso se articula na ideia de uma nova agenda urbana, na qual o conceito de sustentabilidade perpassa transversalmente todas as políticas públicas”.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

comentários

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios