Eleições 2020

Quais as propostas de Celso Russomanno para a mobilidade na cidade de São Paulo?

Desde o dia 05 de outubro, o Via Trolebus vem divulgando as propostas das candidatas e candidatos à prefeita ou prefeito na cidade de São Paulo, e nesta quinta chegou a vez de Celso Russomanno, do Republicanos. A série leva em conta as intenções dos candidatos no ponto de vista de mobilidade urbana nos planos de governo divulgados.

Veja também:

O apresentador fala em rever o subsidio pago às operadoras dos ônibus, conceder e ampliar os terminais da cidade, e promover uma articulação interinstitucional entre as cidades da Região metropolitana de São Paulo. Confira:

  • Revisar a política pública de transporte tendo em vista o novo normal na cidade de São Paulo, buscando os critérios de integralidade, equidade, eficiência, economia e sustentabilidade financeira, com a finalidade de diminuir o impacto no orçamento;
  • Promover o incentivo ao uso do transporte público;
  • Expandir os terminais urbanos de integração e qualificar os existentes com o objetivo de melhorar a transferência do sistema e os pontos de conexão entre linhas e oferecer aos usuários do transporte público maior flexibilidade de destinos;
  • Concessão para administração, manutenção, conservação, exploração comercial e requalificação dos terminais de ônibus e de seus empreendimentos associados, e realização de obras de melhoria no perímetro de abrangência;
  • Fortalecer a articulação interinstitucional com os municípios da Grande São Paulo com o propósito de melhorar a integração e complementação das políticas de mobilidade na região;
  • Melhorar a circulação do transporte de carga no sistema viário da cidade de acordo com as diretrizes de uso e ocupação do solo;
  • Ampliar as faixas exclusivas de ônibus, à direita da via, e do transporte público em geral;
  • Formular e implantar uma estratégia de fortalecimento institucional da Companhia de Engenharia de Tráfego de São Paulo – CET, com o objetivo que possa cumprir de forma eficaz suas atribuições institucionais de Mobilidade Urbana e Transporte;
  • Planejar e operar o sistema viário do município com segurança e fluidez do trânsito;
  • Desenvolver, por meio de convênios com instituições de ensino, programas, específicos para o segmento, de capacitação, qualificação e requalificação técnica dos recursos humanos da CET.
  • O “Programa Administração Inteligente” irá proporcionar a modernização dos equipamentos e o investimento em tecnologia de informação, o que permitirá mais eficiência no controle dos serviços de transporte público e tráfego da cidade, com semáforos inteligentes, monitoramento de corredores e vias públicas.
  • Modernizar e quantificar de modo adequado os equipamentos de operação e de fiscalização da CET (guinchos, veículos de fiscalização, de manutenção, instrumentos de autuação e de comunicação, itens de segurança etc.) e ampliar o seu quadro de pessoal para melhor gerenciamento do trânsito.
  • Desenvolver sistemas de redundâncias para segurança na funcionalidade do sistema de sinalização semafórica dos cruzamentos mais importantes da cidade;
  • Elaboração de Plano Cicloviário integrado ao Plano de Mobilidade do Pedestre que deverão ser implementados, sempre buscando a integração plena de todos os modos de transporte, proporcionando meios de deslocamentos saudáveis e não poluentes;
  • Implantar projetos de infraestrutura adequados para circulação de pedestres e ciclistas, incluindo a construção, renovação e rebaixamentos de calçadas, vias públicas e parques, tornando-as acessíveis às pessoas com deficiência e/ou mobilidade reduzida e/ou cadeirantes. Dotar também esses locais de sinalização e de sistema de iluminação;
  • Desenvolver e implantar programa para a Cidade Noturna, aproveitando a diminuição do tráfego e ampliar o horário de funcionamento das atividades comerciais, lazer e de serviços, desenvolvendo alternativas de transporte e estimulando a vida noturna da cidade de São Paulo;
  • Implementar Padrões de Qualidade: Além do Índice de Qualidade do Transporte – IQT, previsto no Contrato de Concessão Municipal de Transporte Público, propõe-se a criação do Índice de Qualidade da Infraestrutura – IQI com indicadores de qualidade da pavimentação, iluminação, abrigos, semáforos e demais itens relacionados ao desempenho do transporte no Sistema viário;
  • Criar Conselho Municipal de transporte, onde terá a participação de todos os modais de transporte da cidade de São Paulo e demais membros do setor público, com o propósito de desenvolvimento de políticas públicas que venham em benefício da Cidade de São Paulo;
  • Fomentar novos modais de transporte, tais como Eletro mobilidade – BRTs, automóveis e veículos levíssimos.
  • Ampliar a rede estruturada de transporte público coletivo, investindo modais modernos de alto desempenho e na transformação de corredores existentes;
  • Incentivar, em larga escala, o uso do diesel S10, biodiesel e de outros combustíveis de baixo impacto ambiental em substituição ao diesel corri alto teor de enxofre;
  • Otimizar e ampliar a frota do e do sistema “Atende” e dotar a frota de ónibus das empresas permissionárias e concessionárias de dispositivos de elevação que possibilite acessibilidade plena às pessoas com mobilidade reduzida;
  • Melhorar a circulação do transporte de carga no sistema viário da cidade de acordo com as diretrizes de uso e ocupação do solo;

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

comentários

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  • propostas superficiais que não mostram exatamente como fazer. dizer que vai fortalecer a articulaçao com municipios vizinhos nao significa que haverá integraçao com o sistema de onibus de outro municipios ou com a EMTU (ou o que sobrar dela). dizer que vai vai aumentar ciclovia, corredor de onibus, incentivar o uso de transporte publico, sem dizer como e os recursos sao apenas propostas jogadas ao vento. papel aceita tudo. esse é cria do maluf, para quem nao se lembra, e sabemos o que maluf e celso pita fizeram para o transporte nos anos 90 …

Publicidade

Anúncios