Eleições 2020

Quais as propostas de Marcio França para a mobilidade na cidade de São Paulo?

Via Trolebus está divulgando as propostas das candidatas e candidatos à prefeita ou prefeito na cidade de São Paulo, e nesta quinta chegou a vez de Marcio França, candidato do PSB. A série leva em conta as intenções dos candidatos no ponto de vista de mobilidade urbana nos planos de governo divulgados.

Veja também:

O ex-governador fala em implantar tarifa zero aos domingos, obras para ampliação do viário, retomar todas as linhas canceladas pela atual administração e ampliar o tempo de integração do bilhete único.

Confira: 

•Manutenção da tarifa atual do transporte público. Eventuais correções legais serão subsidiadas por receitas alternativas.
•Criação de um sistema de patrocínio em rede, envolvendo comerciantes e prestadores de serviços, de forma a que esse setor econômico possa patrocinar o subsídio necessário à gratuidade do transporte coletivo nos domingos e feriados.
•Implantação de um aplicativo para o transporte coletivo patrocinado aos domingos e feriados com finalidade indutora de atividade econômica.
•Bilhetagem Transparente: atribuir transparência para a bilhetagem.
•Conexões Urbanas: realização de obras de pequeno e médio porte para conexão de infraestruturas de diferentes modais. Conectar as ciclovias entre elas, expandir calçadas entre espaços públicos de grande fluxo e alta densidade, com a priorização para conexões de ciclovias e passarelas;
•Avaliar a retomada de linhas de ônibus extintas pela atual administração.
•Ampliar o tempo de utilização de integração no sistema de transporte público municipal.
•Modernização dos semáforos: Elaboração de um projeto de concessão administrativa (PPP) – ou outra modalidade de parceria que se mostre mais viável – que preveja a implantação e gestão de um sistema inteligente de semáforos de modo a revitalizar a dinâmica dos 69 mil cruzamentos na cidade de São Paulo.
•Criação de mais vagas para estacionamento de motos: O incremento dos serviços de moto frete vem exigindo uma ampliação das vagas dos estacionamentos para motociclistas. O estimulo a esses serviços ajudará a dissolver e reduzir os índices de congestionamento na cidade;
•Inclusão de cadeira de roda elétrica como meio alternativo: Para pessoas com mobilidade reduzida teremos a inclusão de cadeiras de rodas elétricas nos mesmos moldes das bicicletas.
•Priorizar a locomoção não motorizada no Centro Readequação do tráfego na região central da Capital, incentivando a locomoção à pé ou por bicicletas ou outros meios não motorizados.
•Revisão e adequação da legislação sobre táxis, levando-se em conta a disponibilidade de recursos tecnológicos de modo a permitir o compartilhamento e paridade com tarifas dos aplicativos;
•Criação de categoria para serviços de táxis, com previsão de publicidade móvel nos veículos;
•Adoção de outros modais como o transporte por bicicleta, aumentando o número de bicicletários e ciclovias existentes e estimulando a integração com outros modais de transporte coletivo.
•No segmento de logística e transporte de cargas a meta será o fortalecimento da DTC – Diretoria de Transporte de Carga – fórum exclusivo de construção de politicas publicas entre a prefeitura e os operadores de transporte.
•Rever os critérios de distancia para atendimento do transporte escolar gratuito garantindo a sua ampliação.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios