Airbus A380 da Emirates | Foto: Alan Wilson
Aviação

Emirates espera recuperação em pelo menos 18 meses, após a crise do coronavírus

A Emirates espera uma recuperação após a crise do novo coronavírus em 18 meses, e aguarda um “enorme impacto” em seu desempenho entre 2020 e 2021, de acordo com uma publicação no site Flight Global.

As operações de passageiros da empresa com sede em Dubai foram suspensas alguns dias antes do encerramento do seu exercício financeiro em 31 de março.

O presidente-executivo Sheikh Ahmed bin Saeed Al Maktoum diz que o grupo teve “desempenho forte” nos primeiros 11 meses de seu ano financeiro de 2019-20, antes de a situação “mudar rapidamente” em meados de fevereiro.

“Esperamos que demore 18 meses, pelo menos, antes que a demanda de viagens retorne a uma aparência de normalidade”, diz o Sheikh.

Os efeitos da pandemia no final de seu ano fiscal, contribuíram para um declínio de 4,8% nas receitas, para Dhs104 bilhões (US $ 28 bilhões).

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios