Aviação

FAA determina substituição de peças de motores, após falha no Airbus A380

A Administração Federal de Aviação dos EUA (FAA) emitiu uma Diretriz de Aeronavegabilidade para os operadores do Airbus A380, mais especificamente os modelos que usam os motores Engine Alliance GP7200.

As companhias deverão inspecionar partes dos motores referentes a rachaduras e desgaste, que por sua vez podem potencialmente levar a uma considerável substituição de equipamentos.

O fato ocorre após um A380 da Air France ter perdido parte da carenagem que envolvia o motor em 2017. O voo 66 ia de Charles de Gaulle para Los Angeles quando todo o módulo do ventilador, incluindo lâminas e disco, foi separado do motor. O voo seguiu em com segurança até Goose Bay.

As peças principais do motor foram encontradas em julho na Groenlândia, e depois de serem retirados do gelo,  foram enviadas para serem examinadas pelas autoridades. Após o exame, a Engine Alliance determinou a necessidade de inspeção do conjunto do cubo do ventilador. Como tal, a FAA emitiu uma Diretriz de Aeronavegabilidade instruindo todos os operadores que voam no espaço aéreo dos EUA a verificarem seus motores.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Assuntos

Anúncios

Cadastre-se em nossa newsletter!