Aviação

Volta de bagagens gratuitas afeta a “competitividade no setor”, diz Aéreas

Se alguns passageiros comemoraram a volta das bagagens gratuitas em voos domésticos no Brasil, que pode retornar após sansão da presidência da república, empresas operadoras criticaram a Medida Provisória aprovada esta semana pelo senado federal.

As companhias aéreas Latam, Gol e Avianca criticaram a medida, por meio de nota da Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear).

Segundo o comunicado, a volta da bagagem gratuita “afasta o Brasil das práticas internacionais” e retira do consumidor a alternativa de escolher a classe tarifária mais acessível, sem despacho de malas, preferida por dois terços dos passageiros desde a sua implementação”.

As empresas afirmam também que a medida “contraria o seu objetivo inicial de aumentar a competitividade no setor por meio da ampliação do acesso de capital estrangeiro na aviação comercial brasileira.”.

Há a avaliação dos congressistas que o taxamento das bagagens não reduziu os preços das passagens, conforme havia sido previsto.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Assuntos

Anúncios