CPTM

Alckmin bloqueia parte do orçamento destinado à CPTM

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), congelou R$ 2,5 bilhões do Orçamento do estado de São Paulo previsto para 2013, de R$ 173 bilhões. A medida, publicada no sábado, congela investimentos de R$ 1,1 bilhão e despesas de R$ 1,4 bilhão com manutenção das secretarias. Entre as áreas mais afetadas está a de transportes.

A Secretaria de Planejamento disse que o bloqueio é uma “ferramenta para direcionar recursos para obras e programas prioritários” e que “as pastas que oferecem serviços essenciais não terão qualquer restrição ou limitação no uso de seus recursos”.

Com a medida, a CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) teve R$ 136,2 milhões paralizados.

Em valores absolutos, a Secretaria de Transportes Metropolitanos teve o maior bloqueio, de R$ 474,5 milhões. No ano passado, o bloqueio no Orçamento, de R$ 784,7 milhões, não havia atingido os investimentos.

Segundo o governo estadual, os recursos bloqueados deverão ser liberados nos próximos meses “sem qualquer prejuízo à totalidade de ações previstas”.

Por Renato Lobo, com as informações de Folha de São Paulo

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios