CPTM Metrô SP Monotrilho

Metrô e CPTM vão transportar juntas 9 milhões de pessoas até 2014

Se você acha que muita gente anda de Metrô ou Trem em São Paulo, a seguir uma noticia que vai te deixar de cabelos em pé: Em 2014, a região metropolitana vai chegar em nove milhões de passageiros transportados nos transportes sobre trilhos.

A afirmação é do próprio Secretário de Transportes Metropolitanos, Jurandir Fernandes, descritas em artigo publicado no jornal Folha de São Paulo.

Jurandir aponta que as últimas pesquisas mostram que pela primeira vez em 40 anos, o transporte coletivo voltou a crescer em relação ao individual. O Estado de São Paulo responde hoje por três em cada quatro passageiros de transporte sobre trilhos do Brasil. Esse número se expande cada vez mais, com a ampliação da estrutura física, a aquisição de trens e a diminuição dos intervalos de espera.

Voltando ao volume de passageiros que se espremem nos trens, de 2007 a 2011, o aumento de viagens diárias (incluindo metrô e trens da CPTM) foi superior a 40%, passando de 4,5 milhões para 6,4 milhões.

Mas o secretário diz que essa adesão em massa, e bota massa nisto, são pelas novas linhas que estão sendo construídas: “Até 2014, vamos implantar 30 quilômetros de metrô em São Paulo. Serão outras cinco estações na Linha 4 – Amarela; oito na Linha 17 – Ouro, que passará pelo aeroporto de Congonhas e pelo Morumbi; uma na Linha 5 – Lilás, em Adolfo Pinheiro; e oito no monotrilho da Linha 2 – Verde, até São Mateus, na zona leste.” – afirma. “Alcançaremos, assim, uma média recorde de 7,5 quilômetros por ano em novos trilhos”.

Fernandes lembra ainda que esses investimentos resultam em menos poluição, menos trânsito e mais qualidade de vida para todos os cidadãos.

Cidade do Mexico

O secretário lembra que o metrô do México, é importante identificar que ele abrange trens de superfície e estações elevadas. Se considerarmos, portanto, a rede de trens metropolitanos, observaremos que São Paulo conta com 331,4 km de trilhos contra apenas 201 km do sistema mexicano.

Jurandir cobra o Governo Federal na participação da expansão no Metrô: “Outro fator de extrema relevância é a fonte dos investimentos. Enquanto em outros países os recursos vêm dos governos federais, em São Paulo não se recebe um centavo de investimentos diretos da União. Vale observar que a prefeitura passou a repassar recursos para o metrô, medida tantas vezes prometida, mas que só foi de fato adotada recentemente”

Por Renato Lobo, com as informações de Folha de São Paulo

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Assuntos

Anúncios

Cadastre-se em nossa newsletter!