Aviação

Volta de voos comerciais supersônicos da mais um passo com proposta da FAA

A volta dos voos comerciais supersônico deram mais um passo. No dia 30 de março de 2020, a Administração Federal de Aviação dos Estados Unidos (FAA) anunciou o lançamento dos padrões propostos para as certificações de ruído aplicáveis n​​as novas aeronaves supersônicas.

O uso de aviões deste tipo estão proibidos no espaço aéreo americano desde a operação do Concorde, por conta do estrondo sônico causado por aeronaves acima da velocidade do som.

Mas as novas autorizações define os padrões de ruído para decolagem e pouso de novas aeronaves supersônicas. O Aviso de Proposta de Regra (NPRM) está disponível para uma consulta pública por 90 dias.

O órgão regulador observa que a proposta segue uma regra de 2019 para atualizar os requisitos de autorização especial de voo para operações acima do Mach 1 nos Estados Unidos. Essas diretrizes são importantes para empresas, como a Boom, que trabalham na criação da próxima geração de aeronaves supersônicas.

Essas novas propostas da FAA ajudarão os fabricantes ao projetar suas aeronaves para criar a menor quantidade de ruído possível.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios