Foto: Renato Lobo | Via Trolebus
CPTM

Quem fim levou a extensão da Linha 11-Coral da CPTM até César de Souza?

De tempos em tempos, autoridades de Mogi das Cruzes voltam a discutir a ampliação do atendimento da Linha 11-Coral, da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos – CPTM, até o distrito César de Souza. O projeto já esteve na lista de promessas diversos candidatos aos mais diversos cargos, de vereador até Governador.

O secretário municipal de Planejamento e Urbanismo, Claudio de Faria Rodrigues, chegou até a incluir a proposta no Plano Diretor da cidade.

Em 2011, a CPTM chegou a fazer um relatório técnico para a concretização do projeto orçado, naquele momento, em R$ 37,5 milhões. Seriam acrescidos cerca de 9% no volume de passageiros na Linha 11. Mas o projeto não está mais nos planos da companhia, por considerar “inviabilidade técnica”.

“A CPTM informa que existe uma inviabilidade técnica para levar a Linha 11-Coral até César de Souza, visto que o trecho em questão é uma faixa de domínio sem eletrificação e designada apenas para o transporte de cargas”. –  diz nota da Companhia ao Via Trolebus.

A estação foi inaugurada em 1893, já pela Central do Brasil. Homenageia João Augusto Cezar de Souza, chefe da 5a divisão da Central em 1890. Deu origem ao bairro com o mesmo nome.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

comentários

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  • O trecho em questão (Estudantes-Cesar de Souza) é federal e concedido para a empresa MRS Logística. O governo de São Paulo teria de pedir ao governo federal uma alteração na concessão da MRS para transferir esse trecho para a CPTM (ou assinar um convênio de transferência da faixa patrimonial paralela) para depois realizar obras de duplicação da via, eletrificação, sinalização, implantação de equipamentos de via permanente e construção da estação Cesar de Souza.

    Sem isso, nenhum centavo estadual pode ser investido em um trecho de propriedade do governo federal sob o risco de gerar ato de improbidade ao ente estadual.

  • Moro em César e sempre sonhamos com esse projeto kkk. Numa das avenidas principais do bairro, ainda hoje existe um impasse de um pontilhão, q passam trens de carga da MRS todos os dias travando o trânsito do distrito, dividindo entre 2 praticamente. Sempre ouço rumores que quando sair a avenida que ligará César à ao corredor leste-oeste da cidade, ali construir uma nova estação para receber passageiros, anexo junto um terminal de ônibus. Acredito que o projeto deve existir pra ser executado para daqui algumas décadas, quando forem realizados novos estudos de viabilidade… até hoje ainda não começaram a construção desse trecho do corredor leste-oeste, que vai ligar césar ao bairro Nova Mogilar, e no trecho onde a avenida nova foi implantada, ainda não saiu nenhuma noticia sobre os 2 novos terminais de ônibus q estavam nos planos também, o terminal Brás Cubas e Jundiapeba.

Publicidade

Anúncios