Aviação

Com transporte de cargas em alta, empresa vai converter Boeing 777 em cargueiro

Com a queda dramática na procura por passagens aéreas, fruto da pandemia do novo coronavírus, um setor vem ganhando destaque e até ajudando a empresas a manterem as portas abertas.

Trata-se do setor do transporte aéreo por cargas.  Há relatos e artigos que apontam que o setor de frete aéreo pode ter aumento no número de voos. Empresas do mundo todo tem feito essa prática, como a Latam aqui na América do Sul.

Já a Air New Zealand está convertendo um de seus Boeing 777-200ERs em um cargueiro. A companhia aérea possui 16 Boeing 777s, incluindo oito -200ERs.

A empresa da Nova Zelândia deve transportar produtos perecíveis sensíveis, entre suas maiores exportações. O transporte inclui carne e laticínios. A companhia aérea está enviando produtos frescos e alimentos de seu país para a China, e na volta, trás suprimentos médicos e EPI.

A Air New Zealand é a principal companhia aérea da Nova Zelândia. Membro da Star Alliance, oferece voos para 27 destinos domésticos e 29 internacionais, em 15 países na Ásia, Europa, América do Norte, América do Sul e Oceania.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios