Aviação

Boeing 717 deve permanecer em operação pela Hawaiian por mais algum tempo

A Hawaiian Airlines divulgou em um comunicado que não planeja aposentar suas aeronaves Boeing 717-200 por pelo menos mais cinco anos. A operadora apoiou a decisão estendendo os arrendamentos de cinco aviões até 2025.

A companhia aérea com sede em Honolulu fez o anúncio como parte de sua chamada de ganhos do quarto trimestre de 2019. O presidente e executivo-chefe Peter Ingram compartilhou que sua empresa é frequentemente questionada sobre seus planos de substituição das aeronaves.

No entanto, Ingram acha que nenhum avião é mais adequado para o tipo de operações. A aeronave pode acomodar até 128 assentos.

“Concordamos em estender o contrato de hora em hora relacionado aos motores dessa frota e planejamos mudar um simulador de voo B717 para Honolulu para nos permitir fazer todo o treinamento em simulador em nossa base”, disse o executivo ao site CH Aviation.

O modelo

O Boeing 717 foi produzido entre 1998 e 2006, e o bimotor de corredor único foi desenvolvido para o mercado de 100 assentos. O avião foi projetado e comercializado originalmente por McDonnell Douglas como MD-95, um derivado da família DC-9. Capaz de acomodar até 134 passageiros, o 717 possui um alcance de projeto de 2.020 milhas náuticas (3.820 km). É alimentado por dois motores turbofan Rolls-Royce BR715 montados na parte traseira da fuselagem.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios