Aviação

Airbus perdeu 202 milhões de euros no ano passado com o programa A380

O fracasso do programa do Airbus A380 rendeu prejuízos à fabricante, apesar de recordes de faturamento em 2019. De acordo com o site Simple Flying, o programa do superjumbo amargou uma perda de € 202 milhões de euros (US $ 219n). A fabricação do super avião está sendo encerrada, e a Airbus entregou apenas oito modelos ao longo de 2019. As últimas asas estão sendo finalizadas.

O A380 teve poucos pedidos, e em novembro de 2019, havia 251 vendas de 14 clientes diferentes, sendo a Emirates de longe o maior comprador. Outros grandes operadores incluem Singapore Airlines, Lufthansa, Qantas e British Airways, com 24, 14, 12 e 12 em suas frotas, respectivamente.

Prejuízos

Ainda restam oito unidades a serem entregues e não há mais pedidos feitos do superjumbo. A fabricante estima que tenha afundado em prejuízos de US $ 25 bilhões no projeto do A380 e, apesar do amor de alguns passageiros pela aeronave, a empresa admitiu que nunca recuperaria seu investimento.

Airbus no geral teve lucros

Mas no geral, a empresa teve um ano muito bom no ano passado no ponto de vista de vendas. Entregou 863 aeronaves comerciais e encerrou 2019 com 768 pedidos. O setor comercial aponta uma receita recorde de € 54,7 bilhões (US $ 59,4 bilhões) e segue 2020 com boas perspectivas.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios