Aviação

FAA determinais mais inspeções em fissuras do Boeing 737NG, que inclui modelos da Gol

A Administração Federal de Aviação dos EUA – FAA determinou que as companhias aéreas com aeronaves Boeing 737NG que concluíram uma alta taxa de ciclos de voo devam re-inspecionar o hardware conhecido como “garfos de pickle” que conectam uma asa a uma fuselagem, segundo informações do Fight Global.

A fabricante notificou a FAA de que um operador encontrou uma fissura fora da seção original da fuselagem que a Administração Federal determinou para inspeção em outubro.

De acordo com o texto, foi publicado uma diretiva de aeronavegabilidade nesta semana exigindo que os 737NGs que completaram 30.000 ciclos de voo sejam inspecionados dentro de 60 dias, aumentando portanto a área de busca inicial de trincas de dois fixadores para oito fixadores de cada lado da aeronave. As operadoras devem inspecionar 737NGs que concluíram 22.600 ciclos de voo nos próximos 1.000 ciclos. O pedido afeta os 737NGs registrados nos EUA, incluindo as aeronaves das séries -600, -700, -800 e -900.

“Lamentamos o impacto para nossos clientes e temos um plano de reparo em vigor para solucionar qualquer descoberta”, afirma a Boeing. “Menos de 5% dos 1.200 aviões que foram submetidos à inspeção inicial tiveram o problema de rachaduras. O problema secundário foi descoberto em três aviões em serviço e um avião em manutenção, em preparação para uma modificação”.

Segundo a publicação do Fligh Global, as companhias aéreas impactadas incluem Qantas, Ryanair, Southwest Airlines, Gol e as transportadoras indonésias Sriwijaya Air e Garuda.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Assuntos

Anúncios