Aviação

Airbus e EasyJet estudam a introdução de aeronaves elétricas e hibridas

A EasyJet, companhia aérea de baixo custo britânica com sede em Luton, no Reino Unido, e a Airbus assinaram um memorando de entendimento para avaliar o potencial de aeronaves híbridas e totalmente elétricas para voos de curta distância na Europa.

Os estudos devem definir a “introdução em larga escala” de modelos elétricos e como isso afetaria a “infraestrutura e as operações diárias de aeronaves comerciais”, de acordo com um comunicado da operadora low cost.

Johan Lundgren, executivo-chefe da empresa, afirma que, ao identificar os “desafios e requisitos técnicos detalhados” da operação de aeronaves híbridas e totalmente elétricas, a transportadora pode “ajudar a moldar a tecnologia e as redes de companhias aéreas do futuro”.

Já o executivo-chefe da Airbus, Guillaume Faury, afirma que a fabricante está “desempenhando um papel de liderança, ao lado de nossos clientes, no desenvolvimento de tecnologias limpas e seguras para o futuro sustentável de nossa indústria”.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios