Aviação

50% da receita de aérea de baixo custo americana não provém da venda de passagens

A Spirit Airlines, empresa low cost americana, conta com um modelo de negócios onde 50% da receita total provem de taxas acessórias, ou seja não relacionadas a vendas de passagens, como a grande maioria das outras operadoras.

Um relatório detalhando dos valores arrecadados Spirit divulgado pelo site Center for Aviation aponta que 50% da receita da Spirit é composta de receitas acessórias. E a companhia aérea continua a crescer, sendo que em 2020, espera um aumento de 3% em comparação com 2019 na receita de itens que não são os ingressos por segmento de passageiros.

Esta receita não acessória trata-se de um conjuntos de serviços auxiliares, como bagagem extra e a marcação de assentos. Ou seja, o passageiro pode optar por viajar de maneira econômica se abrir mão de algum item extra.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios