Mobilidade Urbana

Projeto de lei pode reduzir em mais da metade o número de carros por aplicativo em São Paulo

O projeto de lei de autoria do vereador Adilson Amadeu, tem como objetivo, entre outros pontos, reduzir o número de carros que operam em empresas de aplicativo, como 99, Uber ou Cabify. E sua votação pode ocorrer nesta quarta-feira, 23 de outubro de 2019, de acordo com o site Diário do Transporte.

A proposta foi aprovada pela Comissão de Constituição e Justiça da casa e está na pauta de votações desta semana.

Redução

O projeto de lei que limitar para até 40 mil a quantidade de carros. Hoje operam cerca de 100 mil carros de aplicativo. A proposta quer ainda proibir carros com placas de outras cidades.

De acordo com a assessoria do vereador, mais de dois mil carros foram multados e apreendidos na capital paulista, “sob pretexto de transporte clandestino e por não estarem dentro das normas propostas.

Se for aprovado, o projeto ainda depende da aprovação do prefeito Bruno Covas.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

comentários

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  • O Sr. Adilson Amadeu age apenas para defender o interesse de seu específico eleitorado de taxistas, a mobilidade da cidade está em jogo.

    A aprovação dessa PL vai impossibilitar milhares de motoristas de gerar renda com aplicativos de mobilidade!

    Toda a população e milhares de desempregados que encontraram nos aplicativos uma fonte de renda, serão prejudicados.

    NÃO ao PL 419 / 2018!

    • Em regiões metropolitanas tem que, no mínimo, liberar as placas de todas as cidades da RM. Apesar que, em São Paulo, não é tão raro que carros de outras RM’s prestem serviço até a cidade.

  • Deixem de ser burros a intenção e so de diminuir a oferta para obrigar a população a pegar a porcaria do transporte público, foi o que o Kassab fez quando acabou com os fretados em SP , tudo que esse governo faz so visa interesses de empresários, isso deve ser até inconstitucional, não basta acordar temos que despertar.

Publicidade

Anúncios