Aviação

Ryanair suspende pagamentos à Boeing por conta da crise com o 737 MAX

Em um novo capitulo da crise do Boeing 737, após o aterramento da variante MAX, após dois acidentes que mataram 346 passageiros, a fabricante norte-americana deixará de receber pagamentos por encomendas do modelo.

A Ryanair congelou os pagamentos à Boeing enquanto aguarda o 737 MAX obter aprovação para o serviço comercial de passageiros. A operadora aérea de baixo custo irlandesa com base em Dublin, possui 135 aeronaves encomendadas. A preços de tabela, esse valor vale mais de US$ 16 bilhões.

Passados sete mês de aterramento, o Boeing 737 MAX tem sido um calcanhar de aquilos para diversas companhias aéreas ao redor do mundo, e a Ryanair não é exceção. Algumas empresas, como a American Airlines, chegaram a cancelar voos.

Além disso, a transportadora já emitiu avisos em julho de que poderia fechar algumas bases europeias. A companhia aérea estava originalmente planejando uma grande expansão para o próximo verão, antecipando novas entregas de aeronaves.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Assuntos

Anúncios

Cadastre-se em nossa newsletter!