Aviação

CEO da Boeing diz que já voou em dois testes do 737 MAX desde a proibição mundial

Dennis Muilenburg, CEO da Boeing, revelou que ele próprio voou em dois testes do 737 MAX nos últimos meses. Foram feitos mais de 500 voos de experimentos desde o seu aterramento. Usando o 737 MAX 7, que ainda está para ser entregue às companhias aéreas, o fabricante tem colocado os jatos em operação para coletar dados vitais para o processo de certificação da FAA.

Foi divulgado nesta semana que a fabricante norte-americana, em uma tentativa de reconquistar a confiança do mercado, conduziu mais de 500 voos de teste do 737 MAX.

Muilenburg afirma que outros funcionários da Boeing estão “ansiosos para fazer o mesmo”, mas admite que a empresa tem muito trabalho a fazer se quiser reconquistar a confiança do público que viaja.

“Sabemos que a confiança foi prejudicada nos últimos meses, e nós a possuímos e estamos trabalhando duro para reconquistar essa confiança daqui para frente”, disse Muilenburg a uma emissora dos Estados Unidos.

O executivo reiterou que o plano é apresentar o pacote de certificação para a FAA em setembro, e que o modelo poderá retornar a operação no início do quarto trimestre.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios