Aviação

Airbus A220 tem se tornando uma escolha popular para as companhias aéreas

O Airbus A220, antigo Bombardier CSeries, é um aparelho desenvolvido pela Bombardier Aerospace, e que teve parte majoritária adquirida posteriormente pela Airbus. São jatos regionais narrow-body, composto pelos modelos A220-100 (Antigo CS100) com capacidade 110 passageiros, e o A220-300 (Antigo CS300) com capacidade para 135 passageiros.

Teve seu voo inaugural em 16 de setembro de 2013. A aeronave é feita de 46% de compósito, 24% de alumínio-lítio.

O projeto foi anunciado em julho de 2004, ao custo de aproximadamente US$ 3,5 bilhões, sendo US$ 350 milhões financiado pelo governo do Canadá e US$ 300 milhões financiado pelo governo do Reino Unido.

No dia 10 de julho de 2018 foi anunciado o rebranding da família CSeries, passando a chamar-se Airbus A220, no seguimento do acordo entre as duas fabricantes.

Vendas do A220

No últimos anos, o modelo teve pedidos de vendas consideráveis. Há atualmente 570 A220s em ordem de compra, sendo 93 da variante -100s e 477 -300s. A Air Canada deve receber 45 Airbus A220s, todos da variedade -300. Outra compra expressiva foi da Air France, com 60 unidades.

Rotas “longas”

O voo mais longo de um A220 é operado pela a airBaltic, companhia aérea de bandeira da Letónia com sede em no Aeroporto Internacional de Riga, com uma rota entre Riga e Abu Dhabi. Este voo sazonal tem um tempo de 5 horas e 50 minutos.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Assuntos

Anúncios

Cadastre-se em nossa newsletter!