Metrô

Estudo sugere que bactérias causadoras de acnes estão em abundância no Metrô

Um estudo realizado por 636 cientistas em todo o mundo mostrou que as bactérias mais abundantes no Metrô de cidades sul-americanas como São Paulo, Buenos Aires e Santiago, as Cutibacterium acnes, estão associadas a acne. O projeto por trás deste trabalho é o MetaSUB , uma iniciativa mundial que visa mapear micróbios de sistemas de transportes do planeta.

Segundo informações de The Latest News, o cientista chileno Juan Ugalde trabalhou para adicionar o Chile à amostra estudada pelo MetaSUB. O experimento foi replicado em 59 cidades e concluiu-se que um total de 61 bactérias estão presentes em todos os espaços analisados.

As amostras foram enviadas para Nova York para que a presença de bactérias no transporte público pudesse ser determinada.

Ainda que a presença de uma das bactérias causadoras de acne é abundante nestes sistemas sobre trilhos, segundo os cientistas por trás deste estudo, não é possível associar esse fato ao desenvolvimento de patologia nos usuários.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Assuntos

Anúncios