Aviação

Boeing e Airbus disputam voo mais longo do mundo pela Qantas, de 20 horas

O “Projeto Sunrise“, da Qantas, prevê a ligação entre Melbourne e Sydney para Londres e Nova York, sem escalas, no entanto, atualmente não há aeronaves que cobrem estas distâncias. Então, a companhia aérea solicitou a Airbus e a Boeing para desenvolver aviões capazes de operar esses vôos.

A Airbus informou recentemente que modificações poderão permitir que as duas variantes do A350 cumpram os requisitos da Qantas, com os modelos A350-900 ou o A350-1000. Já a aposta da Boeing, seria o 777-8, que deverá prestar serviços em breve.

Atualmente, a rota mais longa do mundo é operado pela A350-900ULR, da Singapore Airlines, enquanto a companhia voa sem escalas entre Cingapura e Newark, nos Estados Unidos. Esse voo cobre uma distância de mais de 9.500 milhas e pode levar até 18 horas.

A Qantas espera que a Airbus e a Boeing apresentem suas propostas até agosto, e então a Aérea espera tomar uma decisão até o final do ano, com previsão de operação a partir de 2022.

Há projetos de outros voos ultralongo, conectando a costa leste da Austrália com a América do Sul, África do Sul e América do Norte.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Assuntos

Anúncios