SPTrans

São Paulo não deve conseguir cumprir meta de construção de corredores de ônibus

A cidade de São Paulo não deve ter a rede de corredores de ônibus ampliadas nos próximos anos. A afirmação é do próprio prefeito da cidade, Bruno Covas, durante uma entrevista concedida ao Roda Viva, da TV Cultura.

A meta eram 72 quilômetros de vias exclusivas para os coletivos. Covas disse que não será possível tirar o projeto do papel por questões relacionadas a falta de recursos.

Uma outra reportagem do site “Diário do Transporte” aponta que a prefeitura tirou R$ 12,39 milhões (12.392.207,64) que estavam previstos para os corredores, e deve destinar ao Autódromo de Interlagos, que ainda deve ser concedido à iniciativa privada. Os recursos devem ser usados para reformar do pavimento e outras dependências do local.

Os espaços para os coletivos são extremamente importantes para o deslocamento de milhões de pessoas. As faixas dão agilidade aos ônibus, sem que os veículos fiquem a mercê do trânsito causado sobretudo pelo excesso número de carros.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

comentários

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  • Claro, o negocio de politicos do PSDB é só mais vias para mais carros, simples assim…

    É ruim que vão priorizar e melhorar o transporte coletivo de onibus. Nunca fizeram nada nas gestões do Serra e Kassab, não será agora que farão.

    Quem sempre deu mais atenção ao transporte publico foram politicos do PT, a exemplo da Marta e Haddad….é, o odiado PT é o que mais fez, tanto aqui, qto em Salvador, pq se fosse PSDB, não teria nenhum KM sequer de corredor, nem bilhete único, nem ciclovia, nem nada, só um monte de avenidas, ruas e pontes novas para CARROS.

  • PSDB só prioriza a classe dos ricos
    Sempre tirando o dinheiro dos pobres para fazer para os ricos.
    Pra eles o autódromo tem mais importância do que as obras que iriam beneficiar o povo.

  • Não tem corredor mas tem uma porrada de cortes adoiados de itinerários.
    O pior desses cortes nem é a falta de corredores e terminais de troncalização ou a desistência de criar linhas perimentais, mas que eles são idealizados unicamente pra disfarçar as maracutaias da licitação.
    Felizmente, a Justiça não está deixando barato.

Publicidade

Assuntos

Cadastre-se em nossa newsletter!

Linkedin – A Máquina de Empregos

Cursinho para Enem

Cadastre-se em nossa newsletter!