“Houve uma falha” sobre projeto da Ciclovia Tim Maia, diz ex-secretário

Alexandre Pinto da Silva, que é ex-secretário municipal de Obras do Rio de Janeiro, afirmou nesta semana que as normas técnicas para a obra da Ciclovia Tim Maia não exigiam o estudo de análise de risco da construção. Ele afirmou não ter participado do projeto básico e que o método construtivo, onde o tabuleiro fica somente apoiado na estrutura vertical, é muito utilizado em obras daquele tipo.

As declarações foram dadas durante a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Câmara de Vereadores, constituída para investigar a responsabilidade pela tragédia ocorrida em 2016, que deixou duas vítimas fatais.

Atualmente Alexandre Pinto compre prisão em regime domiciliar, após prisão preventiva por medidas cautelares.

“Em engenharia não existe azar, mas sim análise em cima de normas. Houve uma falha [no projeto] em não ter previsto o movimento ascendente das ondas, mas a norma não estabelece essa obrigatoriedade. Desconheço a obrigatoriedade de fazer análise de risco. Cabe aos projetistas identificarem, em função das situações encontradas no projeto. Do ponto de vista da engenharia foi um grande aprendizado”, afirmou.

Com as informações de Agencia Brasil


Autor: Renato Lobo

Ler todos os posts

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.