Metrô SP

Metrô SP começa a desapropriar casas para Linha 17

Apesar de todo o projeto ainda estar parado na Justiça, o Metrô começou a desapropriar os terrenos para a construção da futura Linha 17-Ouro – monotrilho que vai ligar o Aeroporto de Congonhas à região do Morumbi. Inicialmente, foram declarados de utilidade pública 65 imóveis nos bairros da Saúde e do Campo Belo, ambos localizados na zona sul da cidade.


O primeiro dos três decretos previstos para a desapropriação de imóveis foi publicado na edição de sábado do Diário Oficial do Estado. O texto prevê a utilização de uma área de aproximadamente 21,3 mil quilômetros quadrados – o equivalente a três campos de futebol se estivessem juntos.


O chamado monotrilho do Morumbi terá 17,9 quilômetros de extensão, entre a Estação Jabaquara (Linha 1-Azul) e a futura São Paulo-Morumbi (Linha 4-Amarela). As composições vão circular a uma altura de 15 metros e passar por bairros nobres, como Brooklin, Granja Julieta, Campo Belo e Morumbi.


Segundo informações do cadastro municipal, 39 dos imóveis desapropriados são residências, oito são estabelecimentos comerciais e outros 18, terrenos. Praticamente todos estão em áreas nobres, como o entroncamento das avenidas Jornalista Roberto Marinho e Chucri Zaidan (Brooklin), a Avenida Vereador José Diniz (Campo Belo) e a Rua Bartolomeu Feio (Itaim-Bibi).
Tudo pronto. O projeto para a futura Linha 17-Ouro está parado na Justiça – liminar impede a assinatura do contrato com a empresa vencedora da licitação. Mas o Metrô mantém em andamento o restante do processo da obra, como licenciamento ambiental e, agora, a desapropriação dos primeiros imóveis. “A impressão é de que eles têm certeza de que a liminar vai cair e por isso estão deixando tudo pronto, mas acreditamos que a Justiça vai manter as decisões anteriores, porque o projeto apresenta diversas falhas”, diz Sílvio Teixeira Júnior, presidente da Sociedade dos Amigos de Vila Inah (Saviah), entidade que obteve a liminar judicial.


Com as informações de Estadão

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Assuntos

Anúncios