Confira detalhes da Linha 18-Bronze

Atualizado em 11/09/2014

Traçado

A linha sai da estação Tamanduateí, por onde cruzam as linhas 2-Verde do Metrô e 10-Turquesa da CPTM, segue pela faixa de domínio da ferrovia até São Caetano do Sul. Então, o monotrilho vai pelas avenidas Guido Aliberti e Lauro Gomes margeando o Ribeirão dos Meninos. Depois o ramal segue pela Avenida Aldino Pinotti até atingir o Paço Municipal de São Bernardo do Campo. Este trecho corresponde a primeira fase, que deve ter as obras anunciadas em breve.

O trem segue pela Avenida Brigadeiro Faria Lima até o cruzamento com a Avenida Francisco Prestes Maia, onde será criada uma rotatória. A linha 18 atenderá as cidades de São Paulo, São Caetano, Santo André e São Bernardo do Campo. Ela terá como estações, Tamanduateí, Goiás, Espaço Cerâmica, Estrada das Lágrimas, Praça Regina Matiello, Instituto Mauá, Afonsina (futura conexão com a linha 20-Rosa), Fundação Santo André, Winston Churchill, Senador Vergueiro, Baeta Neves, Paço Municipal e Djalma Dutra.

assinatura-convenio-metro-abc-sa-2

Linha 18 até Diadema?

Está em estudo também uma extensão da linha, conectando a Estrada dos Alvarenga (no cruzamento com a Avenida Presidente João Café Filho) e a Estação Djalma Dutra, sendo esta a 2ª fase, atendendo a regiões mais distantes do centro de São Bernardo do Campo. No entanto, o governo do estado não dá detalhes de quando iniciará a obra.

Ainda foi prometida uma terceira fase até Diadema: “É o que temos de mais adiantado nesse sentido. Depois do Alvarenga, em São Bernardo, a linha seguiria para Diadema. Já está no nosso mapa da rede futura”, disse o presidente do Metrô, Luiz Antonio Carvalho Pacheco, em outubro de 2013. Do Alvarenga , o ramal seguiria até o bairro Eldorado, em Diadema, com distância é de aproximadamente cinco quilômetros lineares. Caso o monotrilho for até o Centro da cidade, o acréscimo é de cerca de sete quilômetros.

No entanto, ambas as extensões esbarram em um problema político com a concessionária Metra, que opera os trólebus do corredor São Mateus-Jabaquara. O fato de o traçado do monotrilho sobrepor o corredor ABD poderia gerar impasses administrativos. Em junho, o secretário-adjunto de Transportes Metropolitanos, Peter Walker, admitiu que a ampliação do empreendimento representava “risco muito grande”. Ou seja, o interesse privado antes do público.

Existe ainda outra proposta dos prefeitos do ABC para levar o ramal rumo a uma futura estação da Linha 10-Turquesa nas proximidades da antiga parada Pirelli. O local deve receber outro monotrilho que vai ligar a região a Guarulhos, denominado Linha 14-Ônix.
Prazos

O Governo Paulista pretende entregar a Linha 18 em 2018.

Tecnologia usada

De acordo com o Metrô, a escolha da tecnologia do monotrilho foi devido a demanda projetada e por ter um custo de implantação menor. O ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro, que participou do lançamento com Alckmin no Palácio dos Bandeirantes, elogiou a adoção do modal monotrilho. “É uma opção muito interessante porque reduz os investimentos em desapropriação. São Paulo é uma cidade que tem um grande problema de desapropriação”, disse Ribeiro.

Projeções da Linha 18

Projeções da Linha 18

Operação

A linha contará com 2 pátios, sendo o de Tamanduateí como principal, abrigando todas as funções de manutenção e guarda da maior parte da frota. Também será construído o Pátio Alvarengas, que terá a função específica de estacionamento de trens na ponta da linha, favorecendo a operação de viagens no início dos períodos. O Estacionamento Fundação Santo André terá a função de estacionamento de trens no meio da via, para apoio à operação, além de poder ser usado como local para recolher trens com avarias, liberando a operação. A linha contará com 26 trens.

O ramal foi concedido a iniciativa privada por meio de uma Parceria Publico Privada (PPP). Entre as empresas que estão envolvidas esta a Scomi, da Malásia.


Autor: Renato Lobo

Ler todos os posts

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

5 Comentários deste post

  1. pra gente aqui de são bernardo eu acredito que vai ser otimo,porque emveis de ir para jabaquara vamos para uma opção que vai ate o trém,concerteza vai ser uma boa opção para nós usuarios do metrõ trólebus,correto.

    suevanio /
  2. A Linha 18 Bronze do Metrô em Monotrilho Vai Ligar do Aeroporto NASP Até o Eldorado, em Diadema.

  3. Essa Linha de Metrô em Monotrilho Vai do Aeroporto Campo de Marte Até o Eldorado, em Diadema.

  4. O traçado parece ótimo, mas fico em duvida quanto a capacidade maxima, a velocidade e o intervalo entre os trens…

    Rubens /
  5. O Governo Vai Planejar Ligar Além da Extensão da Linha 18 Bronze Até a Água Santa, em Diadema as Linhas de Metrô Para a Cidade de São Bernardo do Campo, Ambas no ABC: 17 Ouro, Ambas em Monotrilho Além da Linhas: 1 Azul e 20 Rosa, Ambas Térreas.

    Michell /

Deixe uma resposta