Trem de Carga

Chile e Bolívia voltam a ser ligados por uma ferrovia após 16 anos

Depois de 16 anos, um trem de carga percorreu a ferrovia Arica – La Paz (FCALP), partindo do Porto de Arica, no Chile, com destino à cidade de Oruro, na Bolívia. Trata-se de uma viagem-teste que visa avaliar a possibilidade de retomada do comércio ferroviário entre os dois países.

A viagem consiste em um percurso de 616 quilômetros, sendo 205 no trecho chileno e 411 no boliviano, carregado com 422 toneladas de bobinas de ferro que chegaram nesta segunda-feira ao Porto de Arica, no norte do Chile. A viagem de volta está prevista para ocorrer ainda neste mês, com um carregamento de 400 toneladas de soja.

O Presidente do Grupo EFE, do qual a FCALP é subsidiária, Pedro Pablo Errázuriz, afirmou que “esta viagem-teste é uma grande alegria para nós, pois nos permite explorar a possibilidade de retomar o transporte ferroviário internacional aproveitando a nossa infraestrutura, que está totalmente operacional e disponível. Esta viagem foi possível graças ao esforço de muitos atores e instituições que trabalharam durante dois anos para concluir esta primeira viagem-teste.”

Já o presidente da Porturia Arica Company (EPA), Marcelo Urrutia, destacou que esta prova técnica da ferrovia “é um grande marco que reflete que o Porto de Arica não foi imobilizado nesta pandemia. Buscamos novos negócios que venham a beneficiar o país e a região. O que temos feito nos últimos dois anos é ampliar a capacidade do Porto de 3 milhões de toneladas para 4,5 milhões de toneladas. Esse esforço conjunto com a ferrovia também vai no sentido de se tornar um porto líder de classe mundial na macrozona andina.”

O Chile manteve a ferrovia totalmente operacional em conformidade com os termos de um tratado de 1904 com a Bolívia. A ferrovia entrou em serviço pela primeira vez em 1913 e permaneceu em operação até 6 de fevereiro de 2001, quando parte da via foi destruída pela inundação do rio Lluta no Chile. Isso levou ao fechamento da linha em novembro de 2005 e à subsequente falência da ferrovia.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

1 comentário

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios