Foto: Renato Lobo | Via Trolebus
Trem de Carga

Paranapiacaba terá Pátio Ferroviário restaurado

A Vila de Paranapiacaba está sendo alvo de estudos técnicos para restauração do Pátio Ferroviário de acordo com um comunicado da Prefeitura de Santo André. Os projetos executivos estão sendo elaborados pela Brasil Restauro – Arquitetura e Cultura, com patrocínio da operadora de trens cargueiros MRS, e apoio da Prefeitura de Santo André.

Serão produzidos pela primeira vez, mapas e textos detalhados para a recuperação do patrimônio material, além de uma investigação sobre o potencial para a economia criativa da região, que poderá gerar recursos para os moradores e mantenedores das riquezas da vila. A estruturação dos projetos executivos começou em fevereiro de 2021 e tem prazo estimado de seis meses para sua conclusão.

Segundo a nota, a MRS avalia que, além de desenvolver um plano para a recuperação do Pátio Ferroviário da Vila de Paranapiacaba, os projetos executivos em desenvolvimento vão indicar caminhos para uma maior integração entre poder público e comunidade para a geração de ideias que possam unir a conservação da memória a projetos de crescimento da região por meio do turismo e da cultura, por exemplo.

Divulgação | Prefeitura de Santo André

“A MRS tem feito muitas ações de restauro nos últimos anos. Nossa preocupação tem sido encontrar destinações adequadas para os espaços restaurados. Formas de congregar o poder públicos local, as comunidades e entidades, como a ABPF (Associação Brasileira de Preservação Ferroviária), para a criação de projetos sustentáveis, que gerem renda e trabalho usando o patrimônio histórico recuperado. O estudo em andamento é essencial para que se encontre uma vocação para o Pátio Ferroviário. Há vários exemplos de outras cidades no mundo que foram bem sucedidas em ações assim e isso é o primeiro passo para atrair mais empresas privadas para iniciativas como essa”, afirma José Roberto Lourenço, gerente geral de Relações Institucionais da MRS no estado de São Paulo.

O valor aprovado de R$ 445.570,69 é patrocinado pela MRS Logística, por meio da Lei de Incentivo à Cultura. Com área total de 3.452,13 metros quadrados, área construída de 465,86 metros quadrados e área urbanística de 2.986,27 metros quadrados, o Pátio Ferroviário faz parte do patrimônio histórico e ambiental da Vila Ferroviária de Paranapiacaba, tombada pelo Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional), desde 2002; Condephaat (Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico Artístico, Arquitetônico e Turístico do Estado de São Paulo), desde 1987; e pelo Comdephaapasa (Conselho Municipal de Defesa do Patrimônio Histórico, Artístico, Arquitetônico-Urbanístico e Paisagístico de Santo André), desde 2003.

“A Brasil Restauro pensa na arquitetura para o bem estar das pessoas e da comunidade. A realização dos projetos executivos para o Pátio Ferroviário será o primeiro passo para que, de forma planejada, seja feita a recuperação deste espaço histórico. Com isso, a vila poderá melhorar a qualidade de vida dos moradores e visitantes, além de atrair recursos financeiros para a região”, diz a arquiteta Fabiula Domingues, diretora da Brasil Restauro.

O site da Brasil Restauro (www.brasilrestauro.com.br) irá disponibilizar os relatórios dos projetos executivos, assim como o conteúdo das palestras, que terão legendas e Libras (Língua Brasileira de Sinais).

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios