Foto: Renato Lobo | Via Trolebus
Monotrilho

Secretário diz que projeto da Bombardier do monotrilho da Linha 15 “não estava adequado”

Em uma entrevista na Rádio Bandeirantes, o Secretário de Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy confirmou que o projeto dos trens do monotrilho da Linha 15-Prata “não estava adequado”. A entrevista foi repercutida pelo Diário do Transporte.

O monotrilho da Linha 15-Prata está há mais de 50 dias sem funcionar, após uma peça ter caído na Avenida Sapopemba. A linha 15 foi fechada no dia 29 de Fevereiro.

“Foi necessário fazer a troca de parte de peças do jogo de rodas que não suportaram o volume de passageiros neste sentido. Portanto houve sim o reconhecimento que o projeto não estava adequado”, explicou Alexandre Baldy. A fabricante do projeto é a Bombardier, que fabricou 27 composições.

Foto: Eduardo Ganança

Monotrilho de alta capacidade

Durante a fase de obras, o Governo do Estado divulgou que o monotrilho da Linha 15 seria um dos com maiores capacidades de transporte do mundo. O projeto original prevê que 48 mil passageiros, por hora e por sentido, possam ser atendidos pela linha. Quando o monotrilho chegar em Jardim Colonial, uma parada após São Mateus, são esperados mais de 400 mil passageiros por dia.

Foi então necessária a troca de peças no o jogo de rodas em toda a frota de 27 trens. O meio de transporte segue fechado, no entanto, por conta de contingenciamento social e afastamento de funcionários do Metrô, frente à pandemia.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios