Aviação

Trump promete ajudar a Boeing por conta da crise do Coronavírus

A pandemia do Coronavírus continua a se espalhar pelo mundo deixando doentes e mortos, e um dos setores com maiores perdas é o da aviação. E o cenário não é diferente para a Boeing.

Nesta terça-feira, 17 de março de 2020, o presidente Donald Trump disse que forneceria ajuda à fabricante para garantir sua sobrevivência. As ações da produtora de aeronaves caíram fortemente ontem antes do anúncio, mas se recuperaram um pouco após os comentários do presidente.

Trump disse em uma coletiva que reconheceu que a Boeing já estava em uma posição difícil devido ao aterramento do 737 MAX e que esse era um segundo revés para a empresa.

Um repórter perguntou se ele estaria disposto a apoiar fabricantes de aeronaves e companhias aéreas. O presidente respondeu: “Sim, acho que temos que proteger a Boeing. Temos que ajudar absolutamente a Boeing…Obviamente, quando as companhias aéreas não estiverem indo bem, a Boeing não estará indo bem. Então, ajudaremos a Boeing.”

Já a fabricante, em um comunicado após a declaração do presidente, disse: “Agradecemos o apoio do Presidente e da Administração aos 2,5 milhões de empregos e 17.000 fornecedores em que a Boeing conta para permanecer como o principal exportador dos EUA, e esperamos trabalhar com a administração e Congresso, considerando a legislação e as políticas apropriadas”.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios