Aviação

Boeing emite comunicado sobre queda do Boeing 737 no Irã

A Boeing, fabricante do modelo de aeronave que caiu no Irã nesta quarta-feira, 8 de janeiro de 2020, emitiu um comunicado sobre o acidente:

“Este é um evento trágico e nossos pensamentos sinceros estão com a tripulação, os passageiros e suas famílias. Estamos em contato com nossos clientes de companhias aéreas e os apoiamos neste momento difícil. Estamos prontos para ajudar de qualquer maneira necessária”

A aeronave envolvida neste incidente foi registrada como UR-PSR. O modelo tem pouco mais de 3 anos de idade. Além disso, os dados indicam que se trata de uma aeronave arrendada que voou apenas para a Ukraine International Airlines.

Problemas no 737

Como se trata de uma das aeronaves de corredor único mais populares do mercado, essa investigação será observada de perto em todo o mundo.

O acidente ocorreu ao passo em que o modelo 737 MAX está aterrado, após dois acidentes que vitimaram 346 pessoas.

Mas, a investigação deve determinar as causas do acidente desta quarta. A Ucrânia recuou sobre o comunicado relacionado a queda do modelo. A embaixada do país no Irã emitiu um novo comunicado sobre o acidente, e informou que as causas do acidente não haviam sido divulgadas e que quaisquer comentários anteriores não eram oficiais.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

comentários

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios