Aviação

Boeing 777X voa pela primeira vez nos Estados Unidos

Após alguns adiamentos, o primeiro Boeing 777X decolou com sucesso do Paine Field em Everett, Washington. O mais novo widebody da fabricante norte-americana vem com pontas de asas dobráveis ​​e novos e grandes motores.

Houve relatos de aplausos entre os presentes, quando as pontas das asas dobráveis ​​baixaram. Às 10:09, hora local, o 777X ganhou os céu em seu voo inaugural. O modelo da Boeing é a próxima geração do triplo 7.

Já há compradores

De acordo com o site Simple Flying, até 31 de dezembro de 2019, 309 pedidos haviam sido recebidos. Segundo o fabricante, atualmente o cliente com mais pedidos é a Emirates:

A Qatar Airways possui 60 aeronaves encomendadas;
A Etihad possui 25 Boeing 777Xs encomendados;
A Cathay Pacific tem 21 pedidos firmes;
A All Nippon Airways espera 20 aeronaves;
A Singapore Airlines também tem 20 pedidos firmes;
A British Airways está esperando 18 Boeing 777Xs, com mais opções.

Atrasos

A fabricante norte-americana havia inicialmente planejado concluir o primeiro voo do 777-9 em 2019 e iniciar as entregas em 2020.

Mas um problema com os motores GE9X de 105.000 libras (467kN) impediu o plano da Boeing. A GE divulgou o problema foi com as palhetas de estator na frente do compressor de alta pressão do motor.

Um “problema de durabilidade” com essas pás, que giram em um rolamento para manter o motor funcionando com desempenho máximo, estava causando temperaturas mais altas do que o esperado dos gases de escape, resultando em degradação inesperada dos componentes, de acordo com a GE.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Assuntos

Anúncios