Aviação

Emirates está desesperançosa em receber o 777X em 2020

A Emirates não está certa de que poderá receber seu primeiro Boeing 777X em 2020, de acordo com uma declaração do CEO da principal companhia aérea dos Emirados Árabes Unidos, Tim Clark.

Em uma conferência em Dubai nesta manhã de segunda-feira, 14 de outubro, Tim Clark questionou a capacidade do fabricante americana em resolver problemas atuais com a aeronave, e deixou claro que não está contando com a chegada do avião em 2020.

“… Até o final do próximo ano, teríamos oito deles. Agora não parece que teremos nenhum.”, disse o CEO, segundo a agência de notícias Reuters.

Clark já havia declarado criticas mais duras em relação ao projeto. “O fato é que o Boeing 777X está atrasado como resultado de problemas no motor, e não temos certeza de quando isso será resolvido…. As companhias aéreas agora estão sendo obrigadas a lidar com elas e a trabalhar em conjunto com os fabricantes para resolvê-las. Eu disse não. Eu digo: ‘você nos fornece estruturas e motores que funcionam desde o primeiro dia’. Se você não conseguir, não produza.”, afirmou Clark em um recente entrevista ao site Skift.

Cliente de lançamento do 777X

A Emirates deve ser o cliente de lançamento do novo avião da Boeing. Com 150 pedidos, a operadora é um dos maiores clientes do novo modelo.

Ao menos nove companhias aéreas encomendaram 344 unidades do 777X, incluindo Lufthansa, Etihad, Cathay e a IAG para a British Airways. No entanto, a Emirates é de longe o maior cliente, com 35 777-8s e 115 777-9s comprados.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Assuntos

Anúncios