Aviação

Acordo entre Embraer e Boeing poderá ser concluído, avalia analistas

A Embraer poderá fechar o acordo sendo adquirida pela Boeing, mesmo considerando o atraso proveniente da análise da Comissão Europeia, onde o resultado final será divulgado até fevereiro de 2020. É o que diz a Bradesco Corretora, de acordo com uma publicação do Money Times.

“O preço atual da ação da Embraer está abaixo de nosso preço mínimo teórico, que assume valor zero para os segmentos executivo e de defesa”, afirmam os analistas Victor Mizusaki e Flávia Meireles.

Investigação

Reguladores antitruste da União Europeia estão preocupados com a transação, e abriram uma investigação sobre a joint venture das duas fabricantes, destacando que o acordo pode reduzir diminuir a concorrência além de elevar os preços das aeronaves.

De acordo com a comissão, fabricantes de aeronaves da China, Rússia e Japão não conseguiriam preencher a lacuna que a Embraer deixaria nos próximos anos. Aeronaves de corredor único com 100-150 assentos são a principal preocupação dos órgãos.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Assuntos

Anúncios

Cadastre-se em nossa newsletter!