Aviação

Azul é condenada após passageiro esperar voo por 17 horas

Um passageiros deve ganhar uma indenização de R$ 10 mil reais, após ter que aguardar mais de 17 horas na rua, depois que um voo foi atrasado.

A juíza Ana Paula Carlota Miranda, da 5ª Vara Cível de Cuiabá, condenou a Azul Linhas Aéreas a penalidade. A operadora alegou incidência das péssimas condições meteorológicas, no entanto, a juíza considerou que a companhia não prestou assistência adequada ao usuário.

“A excludente de responsabilidade arguida pela ré não merece prosperar, devendo a mesma ser responsabilizada pela falha na prestação do serviço de transporte contratado, pois incontroversos os transtornos ocasionados. Embora seja incontroverso nos autos o cancelamento do voo, a ré não demonstrou que prestou a devida assistência ao autor durante o período em que aguardava o voo ao seu destino final. O autor, por sua vez, apresentou comprovantes das despesas que teve com alimentação e locomoção”, diz a Juíza em sua decisão.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Assuntos

Anúncios