Aviação

“Com a gente na ponte aérea, a concorrência vai aumentar”, diz presidente da Azul

Com a entrada da Azul na ponte aérea entre o Rio e São Paulo, a Azul promete acabar com o “duopólio“, entre a Gol e a Latam, nas palavras do presidente da companhia, John Rodgerson.

As declarações foram dadas em recente conferência entre jornalistas. “Com a gente na ponte aérea, a concorrência vai aumentar e eles vão ter de melhorar o produto” diz Rodgerson.

A Azul assumiu quinze slots de Congonhas que pertenciam à Avianca e realocou outras 19 de Porto Alegre e Curitiba. Dessa forma, ela vai oferecer 34 voos diários entre as duas capitais, um a cada 50 minutos. Deve operar com cinco aviões Embraer E195 nessa rota.

Com a reforma da pista principal de Santos Dumont em setembro, apenas os Embraer E195 da Azul, com capacidade para 118 passageiros, poderão operar na pista auxiliar do aeroporto. Já a Gol e Latam, que voam com aviões Airbus e Boeing, por questões de segurança, terão seus voos desviados para o Galeão, já que os aparelhos não podem desembarcar na pista menor do Santos Dumont.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Assuntos

Anúncios

Cadastre-se em nossa newsletter!