Aviação

Anac quer revisão de decreto das armas

A Anac – Agência Nacional de Aviação Civil, vê com preocupação o decreto de armas, assinado no início do mês pelo presidente Jair Bolsonaro, que altera as regras sobre uso de armas e de munições no país.

O presidente da agência, José Ricardo Botelho, afirmou nesta segunda-feira, 20 de maio, em entrevista à GloboNews, que está pedindo uma retificação do decreto.

“Entrar armado (nos vôos) tem que ser a exceção. (…) A nossa norma foi feita de acordo com os padrões americanos, padrão muito bem visto pelo órgão da aviação civil mundial, que é a Icao (Organização Internacional da Aviação Civil), uma agência da ONU”, disse Botelho. “Por isso que nós identificamos esse pequeno problema e nós estamos comunicando ao governo e solicitando uma retificação”, afirmou.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

1 comentário

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Assuntos

Anúncios

Cadastre-se em nossa newsletter!