Aeroporto de Recife bate recorde de passageiros em 2017

Em 2017, o Aeroporto Internacional de Recife/Gilberto Freyre atingiu a marca dos 7,77 milhões de passageiros, um novo recorde. A movimentação do ano passado superou até mesmo a registrada em 2014, ano da Copa do Mundo no Brasil, que teve Recife como uma das cidades-sede. No ano do Mundial da Fifa, foram 7,2 milhões de passageiros.

O destaque ficou por conta dos passageiros de voos internacionais, totalizando 363 mil. Se comparado ao ano de 2016, quando foram registrados 242,1 viajantes internacionais, houve um crescimento de 50% no número desses tipos de embarques e desembarques. Além disso, de 2014 para 2017, a quantidade de destinos internacionais saltou de quatro para 12 no terminal pernambucano. No ano passado, inclusive, foi inaugurada a rota para Frankfurt, na Alemanha, e em março de 2018, serão inauguradas outras três: Fort Lauderdale (Estados Unidos), Córdoba e Rosário, ambas na Argentina.

De 2016 para 2017, o aeroporto também registrou aumento de 12,4% na quantidade total de passageiros. Segundo o superintendente do terminal, Carlos Antônio da Silva, o resultado se deve à maior promoção da capital pernambucana para outras cidades do Brasil e do mundo. “Esse terminal é o ponto de distribuição mais importante para as regiões Norte e Nordeste do país, e uma das razões é a localização privilegiada de Recife. A cidade, hoje, é um ponto de distribuição para essas duas regiões brasileiras”, explicou.

Comemoração

Para celebrar o recorde de movimentação e também o aniversário do terminal, que completa 60 anos de operações nesta quinta-feira (18), o Aeroporto do Recife será palco de uma série de apresentações. Quem passar pelo local nessa data será recebido por grupos de frevo e caboclinho. Ao todo, os grupos farão seis apresentações no saguão de desembarque, no período das 11h às 14h. A ação é realizada pela Infraero, em parceria com a Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer de Pernambuco, através da Empresa de Turismo de Pernambuco (Empetur).

Administrado pela Infraero desde 7 de janeiro de 1974, o aeroporto já foi palco de muitos fatos curiosos e até mesmo emocionantes, que vão desde a visita do Papa João Paulo II, em 1980; passando pela chegada do grupo juvenil porto-riquenho, “Menudos”, em 1985; a chegada da seleção brasileira, quando esta foi tetracampeã em 1994; até a mais recente recepção – quando a aeronave de pesquisas ambientais da Agência Espacial Americana (Nasa) fez dois pousos técnicos – entre agosto e setembro de 2016, para reabastecimento e manutenção preventiva da aeronave.

De acordo com o superintendente, o terminal representa mais do que um simples portão de entrada e saída de passageiros. “Esse terminal é o ponto de distribuição mais importante para as regiões Norte e Nordeste do país, e uma das razões é a localização privilegiada de Recife. A cidade, hoje, é um ponto de distribuição para as demais regiões brasileiras”, enfatiza.

 

Fonte: Assessoria Infraero


Autor: Caio Lobo

Ler todos os posts

Paulistano e Corinthiano, formado em Marketing porém dedicou sua experiência profissional, pós-graduação e MBA na área de Finanças. Temas relacionados à mobilidade urbana o fascinam, principalmente quando se fala de metrô.

Deixe uma resposta