Metrô SP

Falhas na Linha 1-Azul cresceram 32% em 2015, diz TCE

Relatório do Tribunal de Contas do Estado – TCE, da conta de um aumento no número de falhas no Metrô de São Paulo. A análise foi publicada no Diário Oficial. O estudo aponta que 91,8 mil viagens não foram feitas no ano passado. As informações foram divulgadas pelo telejornal SPTV, da TV Globo.

O documento mostra um aumento de 7% nas falhas do sistema, provocadas sobretudo por problemas elétricos e de controle. Na Linha 1-Azul [Tucuruci-Jabaquara] as ocorrências cresceram 32% em 2015.

O tribunal questiona ainda o uso de peças de reposições de composições paradas para o aproveitamento em trens operacionais. O TCE deu prazo de 15 dias, a partir desta quarta, para que o Metrô responda aos questionamentos.

“Se temos falha de uma peça em um trem, que está na garantia, mando a peça para o fabricante e retiro uma outra de um trem que esteja esperando a vez para realização de testes. Assim não retiro o trem de circulação. Temos uma fila de trens e utilizamos sempre o último da fila”, informou o diretor de operações da companhia, Mário Fioratti Filho, em entrevista à imprensa durante o mês de março, quando as primeiras notícias desta prática vieram a tona.

De acordo com a reportagem, o Metrô informa por nota que deve prestar todos os esclarecimentos ao órgão.

Um outro levantamento do site “Fiquem Sabendo” apontou que a quantidade de panes notáveis no sistema metroviário de São Paulo cresceu 27% no período entre 2011 e 2015 (relembre aqui).

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Assuntos

Anúncios

Cadastre-se em nossa newsletter!