Aviação

Ministro quer reduzir participação da Infraero nas próximas concessões

O ministro da aviação civil, Eliseu Padilha, disse que a Infraero pode ter uma participação menor nas próximas concessões de aeroportos, ficando entre 15% a 0%. Os próximos aeroportos que serão concedidos a iniciativa privada são: Florianópolis (SC), Fortaleza (CE), Salvador (BA) e Porto Alegre (RS). Nas concessões anteriores, a Infraero entrou com 49% de participação.

“Vamos reduzir a participação da Infraero entre 15% e 0%. Minha posição pessoal é 0%. Mas é um colegiado que vai decidir, e, por último, a presidenta irá arbitrar, se for o caso”, disse Padilha. Segundo padilha, o Governo quer pelo menos manter os 15% de participação para garantir participação no conselho do aeroporto. “É uma discussão interna no governo, tem prós e contras de se ter uma participação maior”.

O ministro disse que confia que os próximos leilões aeroportuários terão grande sucesso. “Nós temos no Brasil um dos cinco maiores mercados de aviação civil do mundo. Nós tivemos um crescimento médio nos últimos 11 anos de mais de 10% ao ano”, disse. “Temos uma projeção para os próximos 20 anos de um crescimento mínimo de 7% ao ano, o que significa dizer que é uma atividade que está fadada a ter interessados sob os mais diversos ângulos de observação”.

Os atuais concessionários de aeroportos poderão participar da nova rodada porém não podem participar de leilão de um aeroporto de uma região que já está. Por exemplo, o concessionário de um aeroporto no Nordeste, não poderá participar do lielão dos aeroportos de Fortaleza e Salvador mas pode participar nos do Sul.

Sobre o autor do post

Caio Lobo

Paulistano e Corinthiano, formado em Marketing porém dedicou sua experiência profissional, pós-graduação e MBA na área de Finanças. Temas relacionados à mobilidade urbana o fascinam, principalmente quando se fala de metrô.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios