Ciclista

Funcionários do MPF em Pernambuco que aderir a bike ganham folga

20141128165019239768u

São muitos os motivos para usar a bike como meio de deslocamento, quando possível, seja pela economia de dinheiro, pelo fator físico em que a pratica ajuda, seja pelo fator sócio-ambiental, uma vez que o modal ajuda a tirar veículos motorizados das ruas, reduzindo a poluição atmosférica.

Os funcionários do Ministério Público Federal em Pernambuco (MPF-PE) contam com mais um motivo: todos que aderirem a bike como meio de transporte na ida de casa ao trabalho, terão direito a uma folga.

O servidor deverá ir de bike até o edifício-sede da Procuradoria da República por, pelo menos, 15 dias úteis do mês. Tudo será controlado pelos funcionários da portaria, que validarão a presença da bicicleta. Depois do período, o prestador encaminha uma declaração ao chefe administrativo que concederá o benefício.

A administração do MPF já havia criado um vestiário para os funcionários que quiserem tomar banho antes de começarem o expediente.

A medida de incentivo a bicicleta não é exclusividade de Pernambuco. Em países da Europa, algumas administrações remuneram em dinheiro os ciclistas que usam o meio de transporte para ir ao trabalho. Cabe considerar que a medida pode reduzir custos em esferas muito maiores, levando em conta os gastos de saúde pública no tratamento de doentes com enfermidades respiratórias, além da perda que se tem com os congestionamentos. Só em São Paulo, 50 milhões são perdidos todos os dias por conta do trânsito. 

 

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios