Ciclista

Ciclistas da Zona Leste: A bicicleta e a intermodalidade

Se a expansão da malha cicloviária é vista com ressalva por parte dos moradores das regiões centrais, nas zonas mais afastadas a ciclovia trouxe mais adeptos das bikes, ou então absorveu a demanda existente.

Reportagem do jornal “Folha de São Paulo” mostra que os bicicletários anexados às estações da CPTM nos bairros do Itaim Paulista e Jardim Helena são os mais lotados. Em contrapartida, os das Zonas Centrais não são tão cheios assim: Acompanhe:

Folhatress
Folhatress

Nas regiões mais afastadas, o comportamento dos moradores se assemelha a população de países onde a bicicleta é presente efetivamente nos deslocamentos, como na Holanda, no Japão ou na França. O ciclista pedala da sua residência até o bicicletário, e então completa seu trajeto por meio do transporte ferroviário.

2014-10-23-ciclovia4

Uma das objeções de quem é contra as ciclovias é sobre a inviabilidade de moradores dos bairros afastados pedalarem por mais de 20 ou 30 km, como se a bicicleta fosse substitutiva das linhas metroferroviárias ou das ligações estruturais de ônibus. A bicicleta cabe nestes pequenos trajetos, que geralmente são feitos por micro ônibus, ou muitas vezes a pé.

Existem ainda os deslocamentos curtos. Segundo pesquisa Origem Destino do Metrô, cerca de 30% dos trajetos na cidade são em distâncias menores que 4 km.

A reportagem diz que nestas regiões, a administração municipal implantou menos ciclovias em relação ao centro, sem ao menos mencionar dados que comprovam a afirmação.

ciclo-google

 

Transporte Público e a bicicleta 

Seguindo a onda da intermodalidade, a prefeitura deve instalar bicicletário em todos os terminais de ônibus da cidade. Também estão sendo testados suporte para bicicletas nos coletivos. A empresa Sambaída, por exemplo, disponibilizou um espaço reservador a bike em parte dos veículos do modelo “superarticulado”.

No Metrô e na CPTM, o passageiro pode levar sua bike em horários específicos.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios