Ciclista

Comentarista da TV Globo mal informado em relação as viagens de bicicleta

Em abril passado divulgamos uma resposta sobre  críticas às faixas exclusivas de ônibus do especialista em trânsito Sérgio Ejzenberg, que é comentarista do telejornal SPTV da tv globo.

Desta vez, em relação a criação de 400 km de ciclovias na cidade de São Paulo, o especialista declarou ao jornal “O Estado de São Paulo (Estadão)” que estão causando “prejuízo generalizado para o comércio” (?), tentando transportar essa suposta situação também para a criação da malha cicloviária e que  ”estão criando uma demanda [de uso da bicicleta] que não existe” e que as ciclovias não terão utilização em dias de frio e chuva.

b52318929f66c046ed83a28ae414d9cf39e8ec5b

O site Vá de Bike respondeu as criticas do tal especialista mostrando sua total falta de conhecimento em relação as viagens dos ciclistas. Foi usado a Pesquisa de Mobilidade da Região Metropolitana – Metrô, do ano de 2012.  Confira:

Essa pesquisa, que foi disponibilizada pelo site, foi realizada pelo Metrô em 2012, como atualização da Pesquisa Origem/Destino, de 2007. Apesar de considerada por especialistas em bicimobilidade como falha para o modal bicicleta, mostra números interessantes:

  • 333 mil viagens diárias em bicicleta durante os dias úteis, mesmo com a infraestrutura ainda deficiente e desconectada.
  • 158 mil viagens de táxi por dia, ou seja: há mais que o dobro de viagens de bicicleta do que de táxi.

ciclista-700-ae

Pesquisa sobre Mobilidade Urbana – Rede Nossa São Paulo e Instituto Ibope, 2012

Realizada pela Rede Nossa São Paulo e Instituto Ibope, trouxe indicadores interessantes sobre a percepção que os moradores têm da cidade. Veja aqui.

Destacamos os seguintes pontos:

  • 65% das pessoas aceitaria deixar o carro em casa se outras opções, como transporte público e bicicleta, fossem viáveis. Esse índice sobe para 81% entre as pessoas com nível superior de escolaridade.
  • Uma em cada quatro pessoas usa a bicicleta “de vez em quando”. Entre os jovens de 16 a 24 anos, esse número salta para 47%.
  • A quantidade de pessoas que utiliza a bicicleta “todos os dias” ou “quase todos os dias” também é bem maior do que se imagina: 7%.
  • Somados, os ciclistas habituais e eventuais representavam, em 2012, 32% da amostra, praticamente um terço da população entrevistada.
  • Os resultados mostraram ainda que uso habitual e eventual da bicicleta, somando 32% da amostra, já representava em 2012 o dobro do uso da moto, com 16%.
  • Entre as pessoas que afirmaram não utilizar nunca a bicicleta, 63% afirmaram que passariam a utilizar havendo melhores condições. Entre essas pessoas, 34% utilizariam a bicicleta se houvesse mais segurança para os ciclistas. 27% dos entrevistados traduziram essa falta de segurança expressamente em necessidade de ciclovias.

A página ainda trás uma contagem de ciclistas e o uso da bike mesmo em dias de chuvas.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios