Especial Via Trolebus/Alstom em Dubai – Conhecendo a Alstom e seus projetos

Como informamos anteriormente, durante esta semana teremos 4 matérias sobre o evento da Alstom, em Dubai, em que fomos convidados para conhecer o primeiro VLT (Veículo Leve sobre Trilhos) sem catenária em operação no mundo. Hoje, falaremos sobre um pouco de como é a Alstom no mundo e seus projetos, tanto os já realizados como os em andamento.

Veja também: Por dentro do VLT de Dubai

O evento teve início com a presentações de alguns VPs da empresa falando um pouco sobre a empresa e os projetos nos quais ela está inserida no mundo, porém com um destaque maior no Oriente Médio e África (Turquia, mesmo estando na Europa/Ásia, entra nesta divisão).

A francesa Alstom conta, atualmente, com aproximadamente 28.300 funcionários espalhados nos 60 países em que atua:

alstom

Abaixo, alguns dos principais projetos da Alstom no mundo:

alstom2

No Brasil, a Alstom comemora, em 2015 seus 60 anos. No setor de transportes, os destaques ficam para os metrôs de São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre e Brasilía. São 15 unidades no [aís em funcionamento. A última, inaugurada neste mês, sera destinada a fabricação de VLTs (leia aqui).

No Oriente Médio, onde foi o foco do evento, os principais projetos da Alstom são:

– Emirados Árabes: manutenção do VLT de Dubai, já entregue, e projeto de expansão;
– Catar: VLT de Lusail;
– Arábia Saudita: metrô de Riyadh;
– Iraque: estudos de engenharia para trem elevado em Bagdá;
– Turquia: TAV pelo país.

Na mesma região, a Alstom vê potencial, para os próximos 3 anos , dos seguintes projetos:

alton3

Amanhã, falaremos sobre o VLT de Dubai e todas as suas curiosidades.


Autor: Caio Lobo

Ler todos os posts

Paulistano e Corinthiano, formado em Marketing porém dedicou sua experiência profissional, pós-graduação e MBA na área de Finanças. Temas relacionados à mobilidade urbana o fascinam, principalmente quando se fala de metrô.

3 Comentários deste post

  1. Num video promocional da Alstom, senão me engano de 2012 eles apresentaram o Axonis, um metrô leve, como opção ao monotrilho, sendo mais barato e prático que o monotrilho, pois circula sobre trilhos comuns, seria uma boa opção para a linha 18 , pois o monotrilho esta se mostrando que não é tão fácil pra colocar pra rodar, apesar que tem a lentidão do GESP que ta transformando a linha 15 em um mico e por isso gostaria de saber se nessas reportagens terá alguma coisa sobre o Axonis

    mauri / Responder
    • Ola Mauri. O Axonis foi falado muito pouco na apresentação deles visto que o foco principal era o VLT de Dubai e os projetos do Oriente Médio. Vou ver se consigo algo do Axonis com eles para escrever.

  2. Interessante! Estou na expectativa da publicação próximas 4 matérias.

    Diego Menezes / Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*