Ônibus

Governo Federal aprova financiamento para BRT com ônibus elétrico em Curitiba

A Secretaria do Tesouro Nacional (STN), do Ministério da Economia, deu parecer favorável à Prefeitura de Curitiba para a contratação do financiamento de US$ 75 milhões, junto ao New Development Bank, para os projetos e obras do Ligeirão Leste-Oeste.

“Curitiba dá mais um passo pela garantia de recursos para reestruturação de um sistema metropolitano integrado de transporte. O que buscamos é a evolução do modelo de mobilidade para o benefício de tosos os usuários”, afirma o presidente do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc), Luiz Fernando Jamur.

A nova configuração do BRT representa a evolução do transporte de Curitiba no corredor entre Pinhais e a estação CIC-Norte com a operação de ônibus elétricos de alta capacidade. A modernização da linha deverá reduzir em até 23 minutos o tempo de deslocamento dos usuários naquele eixo. Haverá aumento no número de passageiros atendidos e a redução das emissões de CO2 com a operação de ônibus elétricos.

Entre as obras previstas estão a implantação da estrutura de ultrapassagem, a reforma e ampliação pontos de parada existentes, além da reestruturação viária de aproximadamente 22,5 km de canaletas exclusivas e de 7,5 km de vias complementares ao sistema de transporte. Nesse itinerário serão implantados 44,8 Km de ciclofaixas e 66 paraciclos.

O projeto prevê ainda restruturação viária de 7 km no binário das Olga Balster e Nivaldo Braga e do entorno do Terminal Capão da Imbuia. Também estão previstas a implantação de três novas estações de transporte, a reforma do Terminal de integração Centenário e Vila Oficinas e a reconstrução dos terminais Capão da Imbuia e Campina do Siqueira.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios