CPTM

Estado desiste de conceder Expresso Turístico da CPTM e Teleférico nas marginais

O Governo do Estado de São Paulo, por meio de uma publicação no Diário Oficial deste sábado, 08 de maio de 2021, divulgou que desistiu de dois projetos na área de mobilidade.

Uma ata de Reunião Ordinária do Conselho Diretor do Programa Estadual de Desestatização, realizada no dia 30 de abril de 2021, foi publicada, e mostra o arquivamento de 14 projetos de concessão para a iniciativa privada, entre eles, a concessão do Expresso Turístico da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos – CPTM, além de uma outra ideia pouco conhecida, que seria um sistema de teleférico como alternativa de transporte urbano sobre os Rios Tietê e Rio Pinheiros:

“Dos arquivamentos em decorrência da incompatibilidade com políticas públicas e planejamento do Estado: (v) concessão de Uso das áreas e exploração do Píer do Saco da Ribeira e do Parque Estadual da Ilha Anchieta; (vi) concessão dos serviços ferroviários do Expressos Turísticos na malha da CPTM; (vii) implantação de Teleférico como alternativa de transporte urbano sobre os Rios Tietê e Rio Pinheiros”. – diz trecho da publicação.

O Expresso Turístico é um serviço que faz viagens entre a Estação da Luz, em São Paulo, e Paranapiacaba, Mogi das Cruzes e Jundiaí, com o objetivo de mostrar e divulgar a história das ferrovias e dos trens, os quais impulsionaram a capital e as cidades que fazem parte da malha ferroviária paulista. O atendimento está suspenso por conta da pandemia.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

1 comentário

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  • Faz sentido, afinal, como o PSDB empregaria seus agregados incompetentes, omissos e negligentes com a iniciativa privada operando os modais?
    Estatais funcionam muito bem, são eficientes e gastam de forma consciente o dinheiro do pagador de impostos.

Publicidade

Anúncios