Ônibus

Madri anuncia que não terá mais ônibus a diesel a partir de 2022

Madri não terá mais ônibus a diesel até 2022, é o que diz uma determinação da Empresa Municipal de Transporte (EMT), a segunda maior operadora de ônibus municipal da Europa. A partir da data, apenas deve circular na capital da Espanha coletivos a gás, híbridos ou totalmente elétricos.

Recentemente foram anunciadas as compras de 626 veículos novos a serem entregues ao longo dos próximos três anos, o que irá diminuir a vide útil da frota da EMT. A idade média dos ônibus já é de apenas 5,3 anos.

Das aquisições, serão 520 ônibus a gás e 106 elétricos. Uma licitação para os 520 veículos a GNV acaba de ser iniciada e prevê um orçamento total de 161,2 milhões de euros. Os primeiros 190 ônibus (€ 58,9 milhões) chegarão em 2021, permitindo que 258 unidades a diesel sejam retiradas de serviço e vendidos ou sucateados. Além disso, haverá outros 100 ônibus elétricos a bateria de 12 metros para carregamento nas garagens e seis microônibus totalmente elétricos.

Uma outra compra de 100 ônibus a bateria foi anunciada, com os veículos fabricados pela Irizar e a BYD. Para fortalecer ainda mais a rede de transporte de ônibus em Madri, 45 quilômetros de corredores de ônibus adicionais foram anunciados.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios