Foto: Victor Oliver
Ônibus

Sem data para obras, Baldy diz que projeto do BRT para o ABC segue

Após mais de um ano do anúncio de um corredor de ônibus do tipo BRT – Bus Rapid Transit no lugar do projeto do monotrilho da Linha 18, que ligaria São Paulo, São Caetano do Sul, Santo André e São Bernardo do Campo, ainda não há prazos para licitação e muito menos para as obras.

Mas, de com o secretário dos Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy, durante visita às obras da futura estação Morumbi, da Linha 17-Ouro do Monotrilho, o projeto segue em pauta pelo governo. Segundo ainda o titular da pasta, o governo mantem tratativas em várias secretarias para o BRT. Confira trecho da entrevista:

“Em avaliação”

Baldy esteve afastado do cargo por questões na justiça, e Paulo Galli quando estava no posto em agosto, afirmou que a construção da pista exclusiva para ônibus está em “avaliação” por parte de um comitê do estado, que avalia a situação fiscal e que tenta prever os desdobramentos do caixa da administração após o período pandêmico. Estima-se deficit de algo em torno de R$ 10,4 bilhões em decorrência do avanço da pandemia.

A informação foi passada pelo Diário do Grande ABC, que intitula a publicação como “BRT para região corre risco de ficar só no papel”.

“O projeto do BRT ABC está em avaliação pelos comitês criados pelo governo do Estado para analisar as condições econômicas e fiscais do Estado pós-pandemia”, teria afirmado Galli, segundo a publicação.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

comentários

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  • Tomara que fique só no papel mesmo essa merd…, e ainda não engulo esse bandido ter voltado ao cargo, só no Brasil mesmo esses absurdos, uma pessoa como essa deveria ser “deletada” para sempre da vida política.

    • Sem contar que tinha tudo para dar certo no monotrilho da linha 18. Eu tenho certeza que se o governo tivesse investido no monotrilho ano passado, ele não teria que lidar com esse valor alto do BRT. Já que ele considerou “muito caro” o monotrilho e quis colocar o BRT, é ele contra a propria palavra dele, já que agora o BRT Vai sair mais caro que o monotrilho e ainda vai ter que ser do próprio dinheiro do governo. Aiai.

Publicidade

Anúncios