Ônibus

Baldy volta a falar em iniciar obras do BRT do ABC ainda em 2020

Em reunião Conjunta das Comissões de Transportes e Comunicações e de Assuntos Metropolitanos e Municipais, da Assembleia Legislativa, o Secretário dos Transportes Metropolitanos do Estado de São Paulo, Alexandre Baldy, voltou a afirmar que o governo estadual pretende lançar as obras de um corredor de ônibus entre São Paulo e o ABC ainda em 2020.

O novo BRT (Bus Rapid Transit) deve substituir o antigo projeto do monotrilho da Linha 18-Bronze. Baldy voltou a afirmar que o projeto da linha 18 foi cancelado, em resposta a uma proposta da chinesa BYD que teria interesse em tocar o meio de transporte.

A troca do modal foi feita no ano passado, quando o governo estadual alegou altos custos para o sistema de trens aéreos. A linha 18 teve uma concessão assinada com a iniciativa privada, e caberia ao poder público arcar com as desapropriações. Mas segundo Baldy, os valores atualizados para a remoção dos espaços já ultrapassavam R$ 1 bilhão, e uma decisão intersetorial decidiu pela troca do modal.

O Estado alegou que o sistema de ônibus seria mais barato, e que transportaria um volume semelhante ao monotrilho.

Prazos postergados

A promessa anterior era que o projeto do BRT do ABC seria apresentado em março deste ano, mas por conta da pandemia os prazos foram postergados. Em uma live aqui no Via Trolebus, Baldy disse que teria novidades em julho, o que acabou não ocorrendo.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

comentários

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  • Enquanto no Mundo todo os governantes e pessoas especializadas em urbanismo falam na construção de metrôs ou trens rápidos, confortáveis e de alta capacidade de passageiros, aqui em São Paulo temos o maior retrocesso possível falando de transporte público. Como que um corredor de ônibus pode ser melhor que um monotrilho, só essa gestão incompetente chamada Dória para fazer uma desonestidade dessa, já que durante a campanha esse senhor falou que o projeto do monotrilho continuaria, mas quando ganhou a eleição mudou completamente sua respectiva fala. O que nos resta fazer é desejar que essa obra não saia do papel e a próxima gestão volte com o monotrilho.

Publicidade

Anúncios