CPTM

Após 19 anos, trens voltam a operar em velocidades altas em trecho da Linha 7 da CPTM

A Companhia Paulista de Trens Metropolitanos – CPTM finalizou uma obra no leito ferroviário entre Campo Limpo Paulista e Várzea Paulista, na Linha 7-Rubi, que vai permitir a operação das composições em maiores velocidades. De acordo com o presidente da Companhia, Pedro Moro, em suas redes sociais, a restrição de velocidade já durava 19 anos.

Moro disse ainda que os trabalhos foram feitos pelos próprios trabalhadores da CPTM. “O melhor dessa história é que tudo foi feito com serviço próprio, sem necessidade de contratação ou custos extras” – disse o presidente da empresa. As composições agora passaram a rodar com a velocidade de 70 km/h no trecho. As composições da companhia podem atingir até a velocidade de 90 km/h.

Foto: Renato Lobo | Via Trolebus

Grandes intervalos

Se o passageiro no atendimento na Linha 7-Rubi, entre Francisco Morato e Jundiaí, terá trens trafegando mais rápidos, o intervalo no entanto poderá continuar longo.

Nesta semana, de acordo com reportagem do G1, são cerca de 25 minutos de intervalo entre os trens que atendem à região. Antes da pandemia, esse período era de nove a 12 minutos.

Segundo a CPTM, o tempo foi aumentado pois, com a frota reduzida e operando com 65% da capacidade, foi necessário priorizar outros trechos com maior movimento, como, por exemplo, entre Francisco Morato e a Estação da Luz.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios